­
Siga o Sem Arrudeio em:
Receba nossas atualizações via email:

Arquivo

16 de julho de 2009

Assisti ao filme na pré-estréia(15 de julho à meia noite) e antes de começar a falar do filme
devo avisar que esse post contém vários spoillers, ou seja, contém informações
sobre o filme que várias pessoas podem não querer saber.
Então caso você não tenha assistido o filme ainda e não queira saber
o que acontece no filme,não continue sua leitura.
Para os que resolveram continuar lendo o post vamos começar.
Vale salientar que está é a primeira crítica que eu faço então espero que gostem e
qualquer opinião, dúvida, etc, é só falar que as responderei na medida do possível.

O novo filme de Harry Potter(6º da série), realmente surpreendeu. O diretor David Yates diferente de Harry Potter e a Ordem da Fenix(5º filme da série), mostrou o lado mais dramático do livro, exigindo o máximo dos atores que realmente surpreenderam em suas atuações.
O filme retrata bem o livro com certas mudanças, algumas ao meu ver não necessárias, e a falta de algumas cenas de suma importancia foram cortadas, fazendo com que muita gente saísse do cinema dizendo ter odiado o filme.

Analisando friamente,Harry Potter e o Enigma do Príncipe foi o melhor da série até agora.
A falta da batalha no castelo após a morte de Dumbledore realmente deixou um vazio no filme para quem leu o livro, mas para os demais não faz falta algo que não se sabe que ocorre.
Para os verdadeiros fãs de Harry Potter (nesse caso me incluo) ou de qualquer outro livro que vai para as telonas, deve-se ter a consciência de que um filme nunca será tão fiel a hitória do livro em que ele é baseado.
Para os que leram o livro, acho eu que um dos momentos mais esperados é o beijo de Harry e Gina, que digo
a vocês, podem esquecer toda aquela emoção que foi passada no livro pois a cena não foi tratada como devieria
e realmente ficou um tanto "sem sal".
A cena em que Harry e Dumbledore vão para a caverna em busca de uma HORCRUX, remete muito bem o que o livro
passa, encarnou praticamente tudo que eu havia imaginado.
Uma coisa que me intrigou no filme foi o ataque na Toca(a casa dos Weasleys), após sair do cinema
e discutir um pouco a cena com algumas pessoas que haviam assistido o filme junto comigo surgiu a idéia do por que terem feito isto. Provavelmente o fizeram para não ter que colocar o casamento de Gui e Fleur que acontece somente no sétimo livro.
As cenas que voltam ao passado de Voldemort, foram bem feitas, porém deixaram um pouco a desejar em suas informações, a infância de Voldemort não é bem explicada, algo que eles poderiam ter explorado bem mais. Também fica vago como Dumbledore consegue tantas informações sobre Voldemort, mas fora isto achei bem legal o modo como fizeram.

Se tratando dos atores, este filme foi o que mais exigiu do potencial dos atores pelo clima tenso que o filme tem e pelas emoções fortes passadas na história.
Tom Felton ( Draco Malfoi ) foi quem realmente me impressionou na sua atuação, ao ler o livro o imaginei exatamente como está no filme.
A atuação do trio principal Daniel Radcliffe (Harry Potter), Emma Watson (Hermione Granger)
e Rupert Grint (Rony Weasley), foi espetacular. O entrosamento dos três está incrível e como no último filme, David Yates traz um tom humorístico no filme em momentos estratégicos, que levam as pessoas no cinema a darem boas gargalhadas e aliviarem um pouco a tensão, mas sem tirar a atenção do público.
Michael Gambom (Alvo Dumbledore) deu realmente uma aula de atuação, realmente emocionou na cena de sua morte.É inevitável a comparação de Dumbledore com Gandalf(Senhor dos Anéis) pois além da incrível semelhança física dos atores, os personagens tem uma fortíssima semelhança e em determinadas cenas me veio "Olha Gandalf!" na cabeça.
Um dos atores que não considero que foi tão bem foi Alan Rickman (Severo Snape) principalmente se comparado aos outros filmes da série, me pareceu que ele não se empenhou ao máximo. Rickman estava com uma expressão
mais humana e menos severa do que nos outros filmes, e humano é uma coisa que Severo Snape não é nem um pouco.
Dave Legeno (Fenrir Grayback) também foi um dos que me surpreendeu, nunca tinha ouvido falar nele, mas a incorporação do papel de Grayback foi fantástica, e mesmo não aparecendo muito no filme, as suas cenas realmente me surpreenderam.

Avaliação Final
Como já dito anteriormente, considero este como um dos melhores filmes da série até agora e claro que está é minha opinião e provavelmente terão os que vão discordar e com certeza, estarei aqui para debater tanto os meus pontos de vista como o de vocês. Espero que tenham gostado, abraço !

Nota Final do filme: 9,0

Por Érico Campos



1 comentários:

Nathália disse...

Sua avaliação foi bem feita, tirando os erros gramaticais :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...