­
Siga o Sem Arrudeio em:
Receba nossas atualizações via email:

Arquivo

29 de julho de 2009
Idosa se recusa a pagar passagem de ônibus e motorista interrompe trajeto

Um motorista de ônibus interrompeu o trajeto depois que uma aposentada de 63 anos se recusou a pagar a passagem, na terça-feira (28), em Rio Verde (GO). Ela reclamou que uma lei aprovada no município garante a gratuidade para quem tem mais de 60 anos. Ele chegou a chamar a polícia.
Em um protesto solitário, a aposentada Luzia Jesus de Oliveira ficou dentro do ônibus, junto com o motorista e a cobradora, que exigia o pagamento da passagem.
O motorista não quis seguir viagem. Ele disse que ligou para a garagem e o encarregado o orientou a chamar a polícia.
Luzia queria que fosse cumprida uma lei municipal que garante passe livre para quem tem mais de 60 anos. "Estou aqui mais para defender a minha classe, que é de 60 anos, a nossa terceira idade. Não só os idosos de Rio Verde, mas de qualquer lugar do Brasil. Eles têm que aprender a respeitar a terceira idade", disse a aposentada.
O problema foi resolvido com a chegada de uma agente de trânsito da prefeitura. Ela recomendou ao motorista levar a passageira até o destino. Depois de 40 minutos parado, o ônibus seguiu viagem. Luzia saiu satisfeita.
A direção da empresa disse que o motorista agiu errado ao chamar a polícia e que não deu ordem para descumprir a lei.
A prefeitura aplicou uma multa e encaminhou o caso ao Ministério Público, alegando que é a quarta vez que a viação foi autuada por desrespeitar os direitos do idoso.


Sonho com o dia em que todos terão conhecimento dos seus direitos e lutarão por eles como Dona Luzia fez. A senhora teve a atitude louvável de bater de frente com quem não estava cumprindo uma lei. Com certeza é necessário um certo cuidado em determinadas situações onde que seus direitos não estão sendo respeitados, pois muitas vezes pode-se correr até riscos de danos físicos dependendo com que tipo de desrespeitador da lei se está lidando.
Talvez apareçam comentários sobre a integridade moral da idosa, pois para cobrar direitos, é necessário que os deveres sejam cumpridos. A notícia não detalha nada sobre a moral da senhora, mas a atitude dela de "bater o pé" e só sossegar a partir do momento em que seus direitos fossem respeitados, deve ser muitíssimo respeitada.
Tomemos para nossas vidas Dona Luzia como um exemplo de cidadã que conhece os seus direitos e tem coragem de lutar por eles e nos espelhemos nela.
Pode ser um problema pequeno para nós, mas assim como a 40 anos ouviu-se que foi dado um pequeno passo para um homem mas um enorme para a humanidade, o pequeno passo de Dona Luzia pode representar um enorme passo para a conscientização de um povo tão desrespeitado como o nosso.
Parabéns Dona Luzia, que apareçam mais e mais Donas Luzias para nos mostrar que temos que lutar por nossos direitos!

__________________________________
Dica de @fredrafael . Valeu Fred!

2 comentários:

Érico disse...

Levo o credito no fim =D

Petrus disse...

Luiza ou Luzia? De qualquer modo, exemplo! :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...