­
Siga o Sem Arrudeio em:
Receba nossas atualizações via email:
13 de dezembro de 2011
Olá pequeninos! Como falei no post anterior, vou passar a dar dicas de jogos, séries, filmes e passatempos os quais gosto por aqui. A dica de hoje é de um jogo que já comentei aqui no blog quando falei do seu lançamento: Trine 2
Hoje falarei dele logo após tê-lo finalizado, estar mais uma vez encantado com o visual do jogo e com uma opinião mais com cara de review.

  • ● Conheça Trine 2
­


O jogo é uma espécie de aventura/puzzle/2D onde você pode comandar:
Pontius - Cavaleiro: o gorducho cavaleiro é sempre fiel à defesa do seu reino e tem como habilidade principal a sua força e o uso das sua espada e martelo. Além disso, o escudo que o cavaleiro possui é de muita utilidade na hora das batalhas com inimigos que cospem veneno, fogo ou os que arremessam armas.
Amadeus - Mago: o desengonçado mago tem a habilidade de levitar objetos e conjurar caixas e tábuas que podem auxiliar em momentos onde o próximo degrau ou o item especial estão muito distantes ou em lugares altos, montando escadas e pontes com seus poderes.
Zoya - Ladra/Arqueira: a ladra - que nunca gosta de ser chamada assim pelo narrador - conta com seu arco e suas flechas especiais que congelam ou explodem os inimigos e estruturas fracas. Além do seu gancho, que ajuda a moça a se pendurar e balançar até alcançar áreas escondidas e patamares elevados. Zoya é a mais rápida e ágil dos 3 e é a minha preferida para batalhas e momentos de "escaladas". 


A história se passa após o fim da do primeiro jogo da franquia e começa com o artefato Trine reunindo os 3 personagens novamente para salvar o reino de uma ameaça ainda desconhecida. A história tem aquele clichê que todo mundo adora quando se fala em guerras e tramas em eras medievais de fantasia: uma disputa pelo trono onde um irmão(no caso uma irmã bruxa) que não tem direito à coroa dá um jeito de roubá-la do outro.

Com um sistema de "compra" de habilidades de acordo com a quantidade de "potes mágicos" que você recolhe durante o jogo, você consegue desenvolver a habilidade dos três guerreiros. O esquema de jogo segue a mesma linha do primeiro, onde você pode alternar entre os 3 personagens durante os estágios simplesmente apertando um botão, o que auxilia na resolução de alguns desafios que necessitam de habilidades específicas como flechas explosivas, arremesso de martelo ou a conjuração de vários itens ao mesmo tempo.
Mesmo não tendo testado, a novidade de Trine 2 é a possibilidade de 2 jogadores jogarem no modo co-op (os dois na mesma tela, no mesmo cenário, colaborando), tanto no mesmo console/PC, quanto online.

Confiram um vídeo de gameplay que fiz do início do jogo:



  • ● Destaques
Assim como no primeiro, o que vejo como principal destaque em Trine 2 é a sua atmosfera. "Como assim a atmosfera, pH?" O visual dos cenários, os cenários em si e a trilha sonora montam essa danada dessa atmosfera e fazem você se sentir imerso na aventura épica dos 3 guerreiros. Além disso, alguns inimigos são MUITO legais e apresentam visuais fantásticos.


Dou destaque também ao chefe final que é um dragão muito legal, com um visual que se encaixou perfeitamente ao clima místico do jogo e que, apesar de ser derrotado com uma certa facilidade, impõe respeito como o "chefão" do jogo.


O jogo apresenta um nível de dificuldade muito baixo. Digo isso pois joguei o mesmo no nível normal e pensei que o estivesse fazendo no modo super easy. Porém, posso ver isso como um ponto positivo, já que o forte do game é o seu visual, com um nível de dificuldade mais baixo, a sua capacidade de se concentrar e admirar o visual deslumbrante do jogo aumenta potencialmente e você não apenas o joga, você desfruta o game.

O jogo já está disponível para PC e será lançado na XBoxLive no dia 21/12, na PSN no dia 20/12 e sai para Linux em 2012.
Espero que curtam o jogo tanto quanto eu e se deslumbrem com o visual desta belíssima sequência do jogo da FrozenByte. :)


__________________________________________________________________________________________
- Site oficial do jogo
- Meu canal no Youtuberys

7 de dezembro de 2011

Com esse post vou inaugurar uma seção aqui no blog onde vou dar dicas de séries, filmes e games. Aviso logo que, provavelmente, vocês verão muita coisa antiga por aqui até porque o bom não tem quer ser novo para ser bom, concordam?
Pois a partir de agora, quando vocês virem o "[Dica de]" no título do post, podem ter certeza que vem coisa boa.
Inauguremos o "[Dica de]"! \o/


O período de dezembro até fevereiro/março do ano seguinte é sempre uma época difícil para quem acompanha séries pois as mesmas entram "de férias" e nós ficamos procurando outras que nunca assistimos para tapar esse buraco. Foi dentro dessa situação - que estou a passar - que me lembrei da indicação¹ que @marcelafs havia me dado a algum tempo: a comédia Community.
O resultado? 58 episódios (2 temporadas e o início da terceira) devorados em praticamente 2 semanas.


  •  Conheça Community!

Community se passa dentro da faculdade comunitária² de Greendale e a trama gira em torno de Jeff Winger. Jeff é um advogado com sérios desvios morais e um diploma "não tão verdadeiro" desmascarado e agora precisa entrar na faculdade novamente para conseguir voltar a advogar.

Lá, Jeff conhece Abed Nadir, um filho de palestino com americana que é VIDRADO(em caps mesmo!) em filmes e séries e que faz referências dos mesmos o tempo todo. Para se aproximar de Britta Perry, a "loira gostosa da aula de espanhol" e aspirante a ativista que não sabe o que quer da vida, Jeff se passa por monitor de um grupo de estudos - que também é invenção dele e foi criado apenas com o objetivo se aproximar da loira delícia.

Da esquerda pra direita: Troy, Annie, Abed, Shirley, Señor Chang, Britta, Jeff e Pierce

Sacando a jogada de Jeff, Britta chama mais pessoas para fazerem parte do grupo de estudos e é nessa sacada dela que o time principal da série se forma. Além de Jeff, Britta e Abed, aparecem:

Shirley Bennet: uma coroa negra de meia idade e divorciada que é muito religiosa e procura ser legal com todos tentando impor, nada discretamente, o cristianismo a todos os membros do grupo.
Annie Edison: a menina linda e insegura que teve sérios problemas na época do colégio com uso de medicamentos, com o excesso de peso e de espinhas e com a paixão pelo capitão do time de futebol americano da escola que não lhe dava bola.
Troy Barnes: adolescente negro inseguro que era capitão do time de futebol americano na sua escola mas, após se lesionar, perdeu o posto e não conseguiu entrar em nenhuma outra faculdade. Sim, era por ele que Annie era (e ainda é) apaixonada. Troy vai se tornar o melhor amigo de Abed e os dois são responsáveis por situações das mais hilárias durante a série.
Pierce Hawthorne: um coroa(bem coroa) americano branco que é preconceituoso até dizer basta com tudo que não for do seu gosto: estrangeiros, gays, religiosos e etc. Sempre expressados com muita clareza, os preconceitos de Pierce são mais uma peça que rende boas gargalhadas na série. O personagem é encarnado por Chevy Chase, conhecido por várias comédias dos anos 80.

O louco do Señor Chang

Além do grupo principal, outra estrela da série é o Señor Chang - o professor louco de espanhol - que é interpretado por Ken Jeong, bem conhecido pelo seu papel nos filmes Se Beber, Não Case 1 e 2(The Hangover/The Hangover Part II) onde ele interpreta o asiático louco Mr. Chow.


  •  Destaque
Além dos personagens hilários, a série criada por Dan Harmon faz MUITAS referências à chamada cultura pop(que, para mim, é a minha amada cultura nerd que não tem nada de pop) e tem episódios marcantes com sacadas nunca vistas em séries de humor antes.

Alguns destaques da série nesse quesito de referências são os 3 episódios de Paintball onde a escola vira um campo de batalha no estilo Modern Warfare(episódio S01E23) e outro no estilo faroeste(episódios S02E23-24). Mais destaque ainda para o episódio especial de natal(episódio S02E11) onde o personagem Abed tem um surto e ele pensa que todos os personagens estão em stop motion de bonecos de massinha de modelar - e eles estão realmente dessa maneira. Além disso a mensagem de natal é FANTÁSTICA - e vai render o post de natal daqui do blog(eita, um spoiler! :P).
Mais um destaque é o episódio onde os personagens participam de uma sessão de RPG de Dungeons & Dragons(episódio S02E14) e a história é narrada em um clima MUITO parecido ao dos filmes da trilogia "Senhor dos Anéis".


Antes que me esqueça, a série está passando por um período um pouco difícil de um provável cancelamento da mesma e os fãs estão tentando salvá-la com um abaixo assinado que você pode e DEVE assinar clicando aqui. Acho que outra maneira legal de tentar salvar Community é falando sobre a mesma em redes sociais online de maneira massiva, o que pode mostrar à NBC que o cancelamento de uma série fantástica como Community é um erro sem tamanho. Parece que os americanos gostam de cancelar as séries boas de fato e deixar as ridículas no ar. :/

Enfim, acho que depois dessa descrição muita gente se interessou pela série, né?
Já me considero um fã, mesmo conhecendo-a por tão pouco tempo e espero que, com esse post, eu consiga trazer alguns de vocês para o lado Community da força.

Então é isso! Dei minha dica de série para essas férias e até o próximo [Dica de]! :)
E que Community tenha "seis temporadas e um filme"! ;)



______________________________________________________________________________________________________________
¹Além de Marcela, Caio insiste em falar que já tinha comentado sobre a série comigo e eu insisto em dizer que ou eu estava bêbado na ocasião em que ele fez o comentário ou simplesmente ele não o fez. =X
²É necessário saber que uma faculdade comunitária é uma espécie de faculdade lá nos States que apresenta maior facilidade para o ingresso de estudantes e têm mensalidades muito mais baixas que as faculdades normais. Logo, por ser tão mais fácil de se ter acesso a elas, a série se aproveita disso e mostra o lugar como quase um hospício que abriga todo tipo de doido que não teve chance/capacidade/oportunidade de frequentar uma faculdade "normal". Saiba mais sobre aqui e aqui.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...