­
Siga o Sem Arrudeio em:
Receba nossas atualizações via email:
14 de junho de 2013
Alô meniiiiiiinos e meniiiiinas!
Desafio vocês a um duelo ao meio dia na frente do saloon da cidade e vamos ver quem é o gatilho mais rápido dos gameplays comentados! :P

"Que leseira do car@i é essa, pH?"
­
Calma, pequenino! Na nossa nova [Dica de] Jogo faremos uma viagem para o passado, uma época onde os foras da lei ditavam a sociedade e o povo só fazia temer. Calma... hoje em dia quem manda no mundo é bandido e o povo meio que só faz temer também, né? :P

Enfim, deixemos de leseira e comecemos a falar do jogo da vez, né? :)



● Conheça Call of Juarez: Gunslinger

O jogo da vez é o FPS "Call of Juarez: Gunslinger" (2013 - Ubisoft/Techland - PC/Xbox360/PS3) que marca a volta da franquia a suas origens: o faroeste. Volta pois, no seu último episódio, a franquia passou por péssimos bocados ao decidir abandonar o velho oeste e enveredar em um México futurista, desagradando todos os fãs do que a franquia trazia de melhor.

Belíssimos cenários enchem os olhos de quem joga o ótimo CoJ Gunslinger

Em Gunslinger, você encarna o papel de Silas Greaves, um famoso caçador de recompensas que está de passagem por uma cidadezinha e decide parar em um saloon (os famosos "bares" da época do velho oeste). Lá ele é reconhecido por um grupo de homens que estão bebendo e o convidam para compartilhar de uma boa cerveja e contar um pouco das suas histórias para entretê-los.

Figuras históricas reais enriquecem o enredo do game

Durante o desenrolar da história do jogo, você se deparará com nomes conhecidos da história americana do período do faroeste. Foras da lei como Billy The Kid e Jesse James são dois bons exemplos disso. Porém, o jogo utiliza esses elementos históricos reais, mas não conta eventos que realmente aconteceram, apenas utilizam essas figuras para enriquecer o enredo do jogo e chamar mais a atenção de quem o joga (o que foi bastante eficiente na minha opinião).

Um dos maiores pontos positivos do jogo: os duelos! 

O sistema do jogo conta com a "compra" de habilidades e melhorias para as armas que o seu personagem utiliza, um modo de bullet time onde você diminui a velocidade dos seus inimigos para poder acertar mais tiros e outro modo, também de bullet time, que você pode desviar de tiros dos oponentes ao estar quase morrendo.

Agora vamos ao que mais interessa (ou não) que é o gameplay comentado! 

● Gameplay Comentado


Conclusão sobre "Call of Juarez Gunslinger": Nota 9,0/10,0

Com um enredo envolvente, figuras históricas conhecidas do período do "faroeste" americano, uma jogabilidade "limpa", ótimos e bem feitos cenários, um preço justo que dificilmente é encontrado em grandes lançamentos (o jogo está saindo a R$30 na PSN e no Steam e aproximadamente R$50 na Live), Call of Juarez Gunslinger é uma ótima opção para quem gosta da história americana, para quem se encanta com a temática do faroeste ou simplesmente para quem curte trocar tiros com vilões em um bom FPS.
No geral, o jogo agrada bastante e, definitivamente, vale a pena ser jogado.


DETALHES DA PROMOÇÃO RED FACTION:
Para participar basta:

- Se inscrever no nosso canal: youtube.com/SemArrudeio
- Curtir nossa fanpage: fb.com/CanalSemArrudeio
- Compartilhar a imagem da promoção EM MODO PÚBLICO: http://migre.me/f0ysg
- Se inscrever no aplicativo da promoção: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/214078

O sorteio acontecerá no dia 12/07/2013 e o vencedor levará os jogos Red Faction Guerrilla e Red Faction Armageddon para PC em formato digital via Steam.


É isso então, meninos e meninas!
Espero que tenham curtido mais esse nosso gameplay comentado, mais essa [Dica de] Jogo e mais essa nossa promoção! Quero ver todo mundo participando, hein? São dois ÓTIMOS jogos! :)
Então até a nossa próxima [Dica de] Jogo com nosso próximo gameplay comentado!


- Já curtiu página do nosso canal? Curta DJÁ:
 
21 de maio de 2013
Alô, meniiiinos e meniiinas!

Eu prometi várias vezes e agora, finalmente, estou cumprindo: série nova de gameplays comentados no canal!
Trago para vocês a primeira das duas novas séries que pretendo trazer para o canal e para nossas colunas do [Dica de]: "Dica Indie".
Como o nome já meio que explica, nessa série trarei dica de jogos de produtoras independentes que, muitas vezes, são desconhecidos do grande público mas são verdadeiras jóias subestimadas.­

Simbora pra o post?!

● Conheça Mayhem Triple


O jogo da vez é o  Mayhem Triple (2013 - Sniper Diplomat - PC) que é uma espécie de shooter plataforma 2D, uma coisa que lembra muito a série Metal Slug, mas com suas peculiaridades. O jogo traz pouquíssimo história e muito (eu disse MUITo) tiroteio e ação com várias pitadas de humor sarcástico e referências à cultura pop que deixa nós, nerds, felicíssimos ao se deparar com.

16bits + violência gratuita + "quem diabos é esse cara que não descobri?" = Mayhem Triple

Você encarna o papel de Miguel "Mig" Carter que é acordado com uma explosão no meio da noite. Munido de suas duas pistolas, Mig vai procurar saber o que está acontecendo e é informado que o mundo está sofrendo uma invasão alienígena. Acontece que não são aliens comuns, e sim coelhos gigantes armados, perigosos e sedentos de sangue humano e destruição terrestre. Isso mesmo que você leu, coelhos gigantes invadindo a Terra.

Coelho fazendo refém...err....ok.

Além de tudo isso, o desenvolvedor de Mayhem Triple disponibiliza o jogo para download grátis em seu site e pede, para aqueles que curtirem o jogo, que façam doações para incentivar a produção de novos jogos. Acessem o site da Sniper Diplomat clicando aqui e baixem o jogo clicando aqui em um link direto.

Simbora assistir o gameplay comentado?

● Gameplay Comentado


Conclusão sobre Mayhem Triple: Nota 10/10

Com uma história bizarra, muito humor e uma jogabilidade que, apesar de estranha (mouse e teclado) para o gênero, acaba sendo facilmente dominada, Mayhem Triple conquista facilmente o jogador que curte o visual retrô 16-bits e agrada as "grandes plateias" com toda a ação que recheia todo o gameplay. Além disso, tempos de considerar que o jogo foi todo feito praticamente por uma única pessoa e que, com os recursos limitadíssimos (praticamente nulos) que ele tinha à disposição, o jogo é MARAVILHOSO.

Então é isso, meninos e meninas!
Espero que vocês tenham curtido essa estreia da nova série de gameplays comentados, que tenham curtido o jogo e fiquem ligados que o estarei sempre fazendo mais gameplays comentados e jogando lá no canal, hein?

Se inscrevam no canal e fiquem por dentro de todos os nossos uploads:

Até a próxima [Dica de] Jogo!


- Já curtiu página do nosso canal? Curta DJÁ:
 
7 de maio de 2013
Ahoooy, meniiiiinos e meniiiinas! :)

­
Maaais uma vez com uma maravilhosa [Dica de] Jogo para vocês, pequeninos gafanhotos que confiam no meu apuradíssimo gosto para games só que não e curtem dar umas risadas com minhas leseiras nos vídeos. :)

O jogo da vez é um que eu, inicialmente, pretendia não fazer vídeo por se tratar da continuação de um jogo que eu já havia comentado, mas o jogo se mostrou tão legal e trouxe tantas boas mudanças e melhorias que eu precisei fazer. Darksiders 2 (2012 - THQ | PS3/Xbox 360/ PC / Wii U) vem desta vez com mais elementos de action/RPG do que seu antecessor e traz a épica batalha de Death, o segundo cavaleiro do apocalipse do universo Darksiders que nos é apresentado.

Simbora pra a análise no 3? ...3!



● Conheça Darksiders 2

Diferente da maioria (acho que de todos) dos jogos, Darksiders 2 traz não exatamente uma sequência aos acontecimentos do seu primeiro jogo, mas uma história paralela que acontece ao mesmo tempo, porém em locais diferentes (e, às vezes, até nos mesmos lugares mas em momentos diferentes, não proporcionando o encontro dos protagonistas dos jogos).

Dessa vez controlamos outro cavaleiro do apocalipse: Death ou, como prefiram, Morte. Death está revoltado por seu irmão, War, ter sido acusado de causar o apocalipse e, por conhecê-lo e saber da sua integridade moral, Death buscará todas as maneiras de provar que seu irmão é inocente e tudo não passou de uma conspiração.

Apenas um dia normal, dando uma volta no meu hipogrifo. (Não, isso não é gameplay. Infelizmente é uma cutscene. :~)

Diferindo do seu antecessor, Darksiders 2 entra na categoria de Action/RPG, com a adição de um sistema de experiência que culmina em níveis do personagem principal, o que dá um novo ar interessante ao jogo. Além disso, o game conta com vários itens que são encontrados no decorrer da história quando se mata monstros ou se acha um baú "de tesouros" em alguma caverna escondida, o que, com certeza, agradou a muitos fãs do gênero, inclusive a mim.

Confiram agora o gameplay comentado do jogo com toda a minha palhaçada e leseiras totalmente sem graça. :P

● Gameplay Comentado


Conclusão sobre Darksiders 2: Nota 9,5/10

Com a adição dos novos elementos que levaram o jogo para a categoria de action/RPG e o melhor ritmo dado ao jogo e à maneira com que a história do mesmo é contada, "Darksiders 2" conseguiu superar tanto a expectativa dos fãs do primeiro episódio da franquia quanto atrair novos fãs para a mesma. Além disso, o principal erro(na minha opinião) do primeiro game, que foi o ritmo cansativo do mesmo, foi superado com essas melhorias.
No geral, Darksiders 2 é um ótimo jogo e que vale a pena ser conferido e "degustado" por todo fã de jogos de ação/aventura.


Como falado no vídeo, está rolando um sorteio do jogo "Darksiders" lá na página do canal. Para participar vocês precisam seguir os seguintes passos:

1 Curtir a página do "Canal Sem Arrudeio" no Facebook (https://www.facebook.com/CanalSemArrudeio) 2. Estar inscrito no canal do Youtube do Sem Arrudeio (http://www.youtube.com/semarrudeio)
3. Deixar o nome do seu usuário no Youtube nos comentários da imagem da promoção (http://migre.me/erxHw)
4. Compartilhar a imagem da promoção no Facebook (http://migre.me/erxHw)
5. Clicar em "Quero Participar" no aplicativo Sorteie.me na aba "Promoções" (https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/183771 )


Pois a brincadeira é essa, meninos e meninas! :D
Espero que vocês tenham curtido mais essa [Dica de] Jogo, que tenham curtido mais esse vídeo e que participem da promoção, hein?
Estou trabalhando ainda no que eu tinha falado no último vídeo sobre trazer mais de um vídeo de games por mês, aguardem mais um pouquinho que vem coisa boa por aí!


- Já curtiu página do nosso canal? Curta DJÁ:
 
17 de março de 2013
Alô meniiiiiiinos e meniiiiiinas! \o/////

Antes tarde do que nunca volto com mais uma [Dica de] Jogo para vocês! Como vocês perceberam (ou não), não fiz o vídeo de fevereiro e nem vou justificar nada. Simplesmente peço desculpas e vamos lá para o vídeo de março, beleza? :)­

O jogo da vez é o super-hiper-mega-ultra-fodasticamente polêmico "DmC: Devil May Cry" (2013 - Campcom/Ninja Theory - PC/Xbox360/PS3) que é mais um título da famosa franquia de hack and slash do exterminador de demônios mais famoso e querido do mundo dos games: Dante, o filho de Sparda.

Por que a polêmica? Bora correr para a análise que eu falo tudo direitinho, beleza? :)


● Conheça Dmc: Devil May Cry

Desde que foi anunciado, o novo título da franquia "Devil May Cry" vem gerando polêmica pelo fato de que haveria uma espécie de reboot na série modificando o visual de todos os personagens e os colocando em um universo paralelo onde a mesma história seria contada de uma maneira diferente.

A história é quase a de sempre: Dante, filho de um demônio com um(a) anjo(a), é sempre atormentado por vários outros demônios por ele representar uma ameaça à soberania que o capetão principal, Mundus, exerce sobre o mundo dos humanos. No meio dessa guerra toda contra os demônios, Dante conhece Kat, uma médium que consegue ter "contato" com o mundo dos homens e o dos demônios, o Limbo. Kat faz parte de um grupo de rebeldes chamado "The Order" e que é liderado por Vergil, o irmão gêmeo de Dante.

 O Limbo: o mundo paralelo onde os demônios tocam o terror.

Em um universo paralelo cheio de "novidades antigas", o jogo conseguiu surpreender com um visual incrível e uma jogabilidade sem igual que se apoia na diversidade de armas que Dante tem acesso e ao sistema de troca das mesma, o que proporciona uma infinidade de combinações enriquecendo os combos e a maneira de jogar.

Além da campanha principal, o DLC "Vergil's Downfall", adiciona muito ao jogo por trazer uma continuação imediata à história da campanha do jogo e torna Vergil jogável, o que muita gente curte desde o terceiro jogo da franquia "Devil May Cry 3".

Vergil dando o ar da graça no jogo também! :)

Fiquem agora com mais um gameplay comentado com toda a minha palhaçada e espero que curtam! :)

● Gameplay Comentado




Conclusão sobre DmC: Devil May Cry: Nota 10/10 (com louvor)

Eu, como fã da série, me assustei inicialmente com toda a mudança, tenho de admitir. Porém, como eu poderia julgar um jogo sem nem ao menos tê-lo jogado e conhecido melhor como tudo ficou? Esperei ansioso pela chegada do mesmo e o resultado foi o esperado: o jogo é FANTÁSTICO e, DE LONGE, é o melhor Devil May Cry já lançado e acabou levando, com louvor, a nota máxima na minha avaliação. :)


Então é isso, meninos e meninas! :)
Esperam que tenham curtido o novo gameplay comentado, se divertido com minhas palhaçadas e se empolgado para jogar essa obra de arte dos hack and slash e que COM CERTEZA agrada qualquer fã do gênero. :)
Peguem o embalo e se inscrevam no nosso canal no youtube para ficar por dentro das nossas atualizações! :)
Até o próximo [Dica de] Jogo! o/


- Já curtiu a nossa página? Curta DJÁ:
 
4 de fevereiro de 2013
Quem acompanha o blog sabe que eu já gosto de postar uns vídeos feitos em stop-motion por qui, não é?


Desta vez resolvi postar mais um vídeo feito com a técnica do stop-motion, porém com uma temática que encanta muitos moleques e marmanjos por aí: Dragon Ball Z.
É bem verdade que até hoje, sempre que estou em algum momento de ócio passando os canais, se passo por algum que esteja passando Dragon Ball (qualquer um dos 3!) eu paro no canal, fico assistindo e me divirto tanto quanto me divertia láááá pelo ano 2000 quando DBZ passava no Band Kids e a molecada daqui do prédio era VICIADA no anime.

Para se ter ideia do nível da relação amorosa entre a criançada daqui do prédio e Dragon Ball Z, ninguém descia para brincar na maravilhosa e saudosa hora do Band Kids e, ao terminar a exibição do episódio do dia, a discussão sobre o que iria acontecer no próximo era calorosa e sempre terminava em confusão.



Mas como o assunto do post não é o meu momento nostalgia, paremos de falar disso, não é mesmo?
O taiwanês "C656" produziu uma obra prima em forma de stop-motion e criou uma animação onde Trunks dá um cacete em alguns robôs e, em seguida, trava uma batalha com Piccolo. As lutas, além de muito bem feitas, lembram MUITO o estilo do anime e fazem você se sentir como se você estivesse assistindo mais um episódio da amada saga do sayajin bonachão Goku.

Sem mais conversa (até porque já falei DEMAIS no post), fiquem com o vídeo:


Legal pra CARAMBA, né?
Segundo informações divulgadas pelo autor, o vídeo demorou mais ou menos um mês para ser feito e foram precisos aproximadamente 5000 imagens para a criação da animação. Além disso, ele prometeu uma continuação que será lançada por volta de maio/junho deste ano. 

Digo logo que não se preocupem que, se a continuação for tão boa quanto esta primeira parte, farei um post aqui e vocês poderão assistir! Como não sou besta, digo logo que curtam nossa página no Facebook pois, assim, ficarão por dentro dos nossos posts e saberão quando a segunda parte do vídeo estiver pronta, ok? ;)


- Já curtiu a nossa página? Curta DJÁ:
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...