Olá caros leitores do "Blog Sem Arrudeio".

 


Hoje escrevo um artigo criticando o autor do projeto de lei 40/2024, o Dep. Hugo Mota de Patos-PB, deputado federal da bancada paraibana, que PEDE URGÊNCIA e que impõe o confisco de valores em contas bancárias do cidadão pagador de imposto, do microempresário e da empresa de pequeno porte, destacando os malefícios que esses confiscos podem trazer para a sociedade e os riscos da urgência na aprovação desse projeto.


Os Malefícios do Confisco de Valores em Contas Bancárias dos cidadãos, dos MEI' s e das micro e pequenas empresas.


O recente projeto de lei que propõe o confisco de valores em contas bancárias do cidadão pagador de imposto, do microempresário e da empresa de pequeno porte é motivo de grande preocupação e merece críticas contundentes. Este tipo de medida traz consigo uma série de malefícios que afetam diretamente a sociedade como um todo.


Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o confisco de valores em contas bancárias representa uma violação dos direitos e da privacidade financeira dos cidadãos. Além disso, essa medida pode gerar insegurança e desconfiança no sistema financeiro, afetando a credibilidade das instituições bancárias e prejudicando a confiança dos investidores e poupadores.


No caso dos microempresários e das empresas de pequeno porte, o confisco de valores pode representar um golpe fatal para esses empreendimentos, muitas vezes já fragilizados pelas dificuldades econômicas. O bloqueio de recursos financeiros essenciais para a operação desses negócios pode resultar em demissões em massa, falências e impactos negativos no mercado de trabalho.


Além disso, a urgência na aprovação de um projeto que impõe tais confiscos pode ocasionar um clima de incerteza e instabilidade econômica generalizada. A falta de debate amplo e a análise minuciosa das consequências dessa medida podem levar a um cenário caótico, com fuga de capitais, desvalorização da moeda e impactos negativos no mercado financeiro.


Em resumo, o confisco de valores em contas bancárias por imposição da lei representa uma ameaça aos direitos individuais, à estabilidade econômica e ao desenvolvimento das empresas. É fundamental que os legisladores considerem cuidadosamente os impactos dessa medida antes de prosseguir com sua aprovação.


Se você quiser discutir esse tema ou tiver mais perguntas sobre o assunto, estou à disposição para ajudar!



_______


Noalysson Rocha

Pré candidato a vereador pelo partido NOVO em Patos-PB.


CURTA, COMENTE E COMPARTILHE com quem também se Interessa em saber o que o PLP 40/2024 do Dep. HUGO MOTA fará com todo o povo brasileiro.


*E lembrem-se, juntos podemos fazer a diferença!*


#QuebreOSistema 👊🏼😎

Comentários

Postar um comentário